Como fazer Varas para a Esgrima Lusitana | Jogo do Pau

Todos sabemos a importância que uma boa vara de madeira tem na prática do Jogo do PauTrata-se de uma extensão do corpo e mente do praticante, pelo que, para cada um haverá uma vara ideal.

 

Segundo alguns autores, as madeiras nobres utilizadas na pratica da arte marcial tradicional portuguesa (jogo do pau | esgrima lusitana) são o Marmeleiro (Cydonia oblonga), o Lodão (Celtis australis), o Freixo (Fraxinus angustifolia) e o Castanheiro (Castanea sativa). Cada uma tem características diferentes:

  • O Marmeleiro, dá origem à rainha das varas, é duro, flexível e não parte, racha talvez por isso a expressão “ou vai ou racha”. O senão desta espécie é a dificuldade em se encontrar um rebento direito.
  • O Lodão, talvez a vara mais popular, é leve, duro e muito flexível. Os rebentos podem encontrar-se em abundância, principalmente depois de ter sido efetuada uma poda severa na arvore.
  • O Freixo, talvez a vara menos popular, é muito duro, pouco flexível e não parte facilmente, vai perdendo aos poucos as camadas exteriores até chegar ao núcleo da vara. Encontra-se em abundância na fase juvenil da árvore que cresce em aglomerados de rebentos.
  • O Castanheiro dá origem a uma vara leve, menos resistente de todas as outras mas muito fácil de encontrar. Aparece espontaneamente na base dos castanheiros adultos ou após este ter sido podado de forma extrema.

scolher uma vara de lodao para esgrima lusitana jogo do pau

Para fazer uma vara de JP de forma tradicional é necessário, em primeiro lugar, colher ou cortar os rebentos da árvore. Para tal pode ser feita uma saída de campo colhendo a matéria-prima que a natureza nos oferece ou plantar uma árvore com objectivo de obter varas, árvore esta que vai ser tratada e podada para o efeito.

A colheita ou corte deverá ser efectuado no Inverno uma vez que nesta altura o corte é menos nocivo para a árvore. Idealmente corta-se o rebento com uma boa margem tanto da parte mais fina, como da parte mais grossa e cortam-se os ramos deste caso existam.

Após a colheita, as varas são expostas ao fogo de modo a podermos retirar a casca da vara de forma rápida e eficaz. Era muito comum descascar as varas na altura em que se cozia o pão nos fornos de pedra. No fundo, é necessário expor as varas a altas temperaturas durante um curto período de tempo para que apenas a casca queime e não por baixo desta.

retirar a casca da vara de lodão como fogo

Uma vez descascada a vara, limpam-se os nós resultantes dos ramos assim como de protuberâncias que existam por baixo da casca. Normalmente esta acção é feita com recurso de uma pedoa, ferramenta de corte com lâmina bem afiada. Posteriormente, desbasta-se com uma grosa até a superfície ficar regular.

De seguida, corta-se a vara com a medida pretendida, é necessário pegar na vara, sentir o seu peso e decidir como cortar retirando o excesso da parte mais grossa ou da parte mais fina ou de ambas. Para a vara ficar bem equilibrada é necessário bastante sensibilidade e experiência.

Para terminar, passa-se com uma lixa fina de madeira por toda a vara de forma a esta ficar bem lisa e a vara está pronta para umas pauladas.

Varas de lodão para esgrima lusitana | jogo do pau

 

Review Como fazer Varas para a Esgrima Lusitana | Jogo do Pau