Conservação das varas para Esgrima Lusitana – Jogo do Pau

Este artigo pretende demonstrar/ experimentar  um dos métodos mais referenciados de conservação de vara para treino de esgrima lusitana – jogo do pau.

Levamos a cabo a experiência de tentar aplicar ou criar uma vara mais resistente capaz de durar mais tempo e “aguentar ” mais pancada.

Já o mestre António Caçador escreveu no seu livro em 1963, três maneiras de conservar as varas, sendo uma delas secando-as e as outras duas lubrificando-as com azeite ou vaselina.

No forno

Alguns metem-nas no forno para as descascarem e ficarem bonitas isto e, quando são varas de réstia, mas este é o pior dos processos. Varas expostas ao calor, perdem a seiva natural, por consequência a elasticidade e quebram facilmente.

Azeite ou Óleo

Outro processo, e alguns adotam, é fazer um furo na parte superior da vara, enchê-lo de azeite ou óleo e pendurá-las; é outro caso que não dá resultado. O azeite nada mais passa de dois centímetros e o resto da vara continua a secar.

Vaselina

Devemos passá-las com uma forte camada de vaselina grossa e então se é uma só envolve-se em papel de jornal e enrola-se de ponta a ponta com um cordel e fica deitada em chão seco, se são mais que uma, depois de bem untadas, como disse, atam-se em molho bem apertadas e deixam-se ficar

 

Independentemente do meio usado, fato é que uma boa vara não pode estar seca. A vara quando seca não consegue absorver a pancada e acaba por estalar e consequentemente partir. A mesma tem que estar o mais flexível possível.

Muitos mestres submergiam as suas varas em água 24 horas antes das grandes feiras. A água iria torna-las flexíveis e inquebráveis. Um processo pouco prático e temporário, mas eficaz.

Neste artigo vamos testar o método de hidratação com azeite, descartando a opção “petróleo” para uma gordura mais natural e vegetal.

O Processo

Basicamente o processo é simples, basta fazer um furo no topo da vara, coloca-la na vertical e encher esse topo com azeite de forma a que este desça pelo veio no meio da vara.

Um dos grandes desafios, de quem já tentou este método é como colocar o azeite no topo da vara, forçando a sua entrada pelo veio e não pelo seu corpo.

Nesse sentido, criamos um recipiente estanque para colocação no topo da vara, obrigando a sua entrada somente por cima e pelo centro.

Materiais necessários:

conservação de varas de madeira para prática de esgrima lusitana - jogo do pau

  • Garrafa de refrigerante com gargalo grande (+/- 33mm)
  • Vedante de canalização em borracha
  • Fita vedante para água
  • Cola super3

Instruções:

conservação de varas de madeira para prática de esgrima lusitana - jogo do pau conservação de varas de madeira para prática de esgrima lusitana - jogo do pau

  1. Corta-se a garrafa de forma a que fique somente a parte do gargalo
  2. Cola-se a o vedante de borracha ao gargalo com cola super3
  3. Coloca-se fita vedante na vara de forma a que vede por completo. Sendo a circunferência das varas irregulares, este vedante é importante.

conservação de varas de madeira para prática de esgrima lusitana - jogo do pau conservação de varas de madeira para prática de esgrima lusitana - jogo do pau

As conclusões foram surpreendentes.

Contrariamente como disse o mestre Caçador, o azeite desceu do seu topo até à base, pelo centro, bem mais que os 2 centímetros indicados.

A previsão inicial do processo seria de 30 dias, no entanto em apenas 20 dias a vara já estaria 100% hidratada pelo azeite.

Nas primeiras 24 horas, a vara absorveu cerca de 20ml de azeite, nos seguintes dias absorveu mais de 60 ml. Cerca de 2.5ml por dia.

Após a primeira semana, consegue-se ver já a vara a “transpirar” na sua parte superior. De forma a que o azeite não escorra pelo lado de fora, deve-se limpar sempre a vara. Este processo deve ser repetido durante os vários dias até que a sua base já consiga “transpirar” também.

O resultado foi bastante positivo, conseguimos ter uma vara bastante flexível e resistente às pancadas.

A única recomendação dada, é que sempre antes do seu uso em jogo, deva-se passar um pano seco pela vara para limpar a pequena gordura que ela possa ter libertado. Isto só para garantir que a mesma não “fuja” da mão.

conservação de varas de madeira para prática de esgrima lusitana - jogo do pau

Deixe uma resposta